seteDesejo do Autor

livro01"A megameta do Autor e da Editora do Manual Salve-se Quem Souber é que no final deste ano cerca de 50 milhões de indivíduos tenham ouvido falar do seu tremendo potencial; que cerca de 25 milhões tenham acesso ao inteiro conteúdo de suas 7 Revelações."

O QUE VOCÊ TEM A VER COM A CORRUPÇÃO?      

 Duzentos bilhões de reais! Essa é a cifra estimada pela ONU de recursos públicos desviados no Brasil por ano, nos últimos vinte anos. É quase duas vezes o orçamento da  saúde, e duas vezes e meio o orçamento com educação. A corrupção, simbolicamente tratada como uma prática criminosa, na verdade se tornou uma endemia na administração pública e, para muitos, verdadeiro meio de vida. Não há dúvida que somos uma CLEPTOCRACIA — um país governado por ladrões do dinheiro público.   

   

     Nota importante: esse texto traz apenas informações básicas. Estude! Pesquise e se aprofunde mais no assunto! Não acredite cegamente em nada que está escrito neste artigo e ao mesmo tempo esteja aberto à investigação e experimentação pessoal! 

 

  O título desse artigo é o nome da louvável campanha promovida pelo Ministério Público brasileiro com o objetivo de conscientizar a sociedade, especialmente crianças e adolescentes, a partir de um diferencial, que é o incentivo à honestidade e à transparência das atitudes do cidadão comum, destacando atos rotineiros que contribuem para a formação do caráter, com vistas à criação de uma cultura de valores e princípios éticos que contribuam para a construção de um país mais justo e mais sério.

  É importante salientar que corrupção não é um crime sem vítimas. É um mal que afeta toda a sociedade, pois arruína a prestação dos serviços públicos e o desenvolvimento social e econômico dos países, corrói a dignidade dos cidadãos, deteriora o convívio social e compromete a vida das gerações atuais e futuras. 
 

 

  De fato, quando esta se torna endêmica, os dinheiros públicos deixam de ser investidos em projetos ou infraestruturas realmente necessários, susceptíveis de melhorar a qualidade de vida das populações. As empresas não beneficiadas perdem, os cidadãos sofrem as consequências de investimentos estéreis e, numa óptica global, a sociedade fica mais pobre. A corrupção endêmica conduz a fortes distorções do mercado, violando, pelos seus efeitos, as boas práticas de concorrência.

 

  A luta contra a corrupção exige uma mudança cultural e de comportamento de cada cidadão, porque uma sociedade só se modifica quando os indivíduos que a compõem se modificam. Isoladamente, pode parecer difícil, mas com o comprometimento e esforços de todos é possível detê-la. 

 

 Para enfrentar essa batalha uma das principais armas é a educação. Apenas com a formação de cidadãos conscientes, comprometidos com a cosmoética, a moral, a cidadania e a honestidade, poderemos construir uma sociedade livre da corrupçãoNão existe corrupção política sem haver CORRUPÇÃO SOCIAL, ou seja, primeiro a sociedade se corrompe para posteriormente corromper o Estado. 
 

  O Congresso, as 27 Câmaras de Deputados e as 5.570 Prefeituras do Brasil, na verdade, um verdadeiro “covil de ladrões” com seus membros todos eleitos pelo voto popular, é um triste espelho da Nação e de seu povo. A CORRUPÇÃO SOCIAL se apresenta sempre que os indivíduos não possuem desinteresse individual, ou seja, quando não conseguem sacrificar um interesse particular em prol do interesse coletivo.

   

  Outro fator relevante nesta batalha é a adoção de medidas que contribuam para a diminuição da burocracia judicial e para a melhoria dos serviços da Justiça, com o fim de tornar mais eficaz a punição de corruptos e corruptores. Esta visão estimula a criação de soluções possíveis de serem executadas, como a atuação preventiva por meio da mobilização e CONSCIENTIZAÇÃO SOCIAL.
 

  É extremamente importante conscientizar a juventude sobre as consequências dos vícios e das condutas desonestas. Enfatizamos os jovens porque depende deles evitar que o Paraíso Tropical continue sendo dominado pelos cleptocratas e se transformando no Inferno Latinoamericano.

   

  Partindo desta premissa e diante das dificuldades de se coibir práticas corruptas que estão arraigadas na sociedade brasileira, considerando que uma das soluções seria a atuação preventiva dos agentes sociais, deu-se início a uma campanha de mobilização e conscientização social.

    A campanha “O Que Você Tem a Ver Com a Corrupção?” acredita na transformação pela educação e na conscientização das crianças e jovens como caminho para um Brasil mais justo e mais sério. É preciso, a partir de nossas próprias condutas diárias, dar o exemplo às novas gerações, mostrando a elas que vale a pena ser cosmoético. Portanto, não podemos desanimar. Vamos juntos varrer a corrupção do nosso amado Brasil, pois um dos direitos mais importantes do cidadão é o de não ser vítima dela.

    JUSTIFICATIVA: A campanha contra a corrupção se justifica pela necessidade de se educar a sociedade por meio do estímulo à cosmoética, à moralidade e à honestidade, construindo um processo cultural de formação de consciência e de responsabilidade dos cidadãos a partir de três tipos de responsabilidades baseadas nas ideias de Hannah Arendt:

1)    A responsabilidade para com os próprios atos, ou responsabilidade individual;

2)    A responsabilidade para com os atos de terceiros, ou responsabilidade social ou coletiva;

3)    A responsabilidade para com as gerações futuras a partir de um agir consciente.

   
     Dessa forma, pretende-se contribuir com a prevenção da ocorrência de novos atos de corrupção e com a consequente diminuição dos processos judiciais e extrajudiciais, por meio da educação das gerações futuras, estimulando, ainda, o encaminhamento de denúncias populares e a efetiva punição de corruptos e corruptores. VISTA ESTA CAMISA: DIGA NÃO À CORRUPÇÃO

 

   NOTA IMPORTANTE: Para mais detalhes sobre os terríveis efeitos da corrupção, esta desgraça nacional, LEIA AGORA os dois artigos“Brasil: Democracia ou Cleptocracia?” e “Cleptocracia: Decifra-me ou Te Empobrecerei!”em Tópicos Recentes de www.salvesequemsouber.com.br

 

  Dan Herman, o inconfundível e autor do revolucionário e-book De Paraíso Tropical a Inferno Latino Americano é fervoroso oponente da seguinte aberração: 

   Costumamos nos horrorizar com os crimes cometidos pelos adolescentes pobres excluídos do processo de escolarização, esquecendo que os crimes de colarinho branco e sapatos lustrosos causam, direta ou indiretamente, a morte e o sofrimento de milhões de brasileiros anualmente. Eis a razão da célebre frase de Malcolm X, ativista político estadunidense

Se você não mantiver seu senso e raciocínio crítico, a mídia
fará você odiar os oprimidos e aplaudir os opressores.

 

   As lições desse guia de alta-ajuda cobrem a área pessoal como profissional e são simples o suficiente para qualquer um de nós escolarizado compreendê-lo e ser capaz de enriquecer nossas vidas ao mesmo tempo. Para mais detalhes acesse agora www.salvesequemsouber.com.br