seteDesejo do Autor

livro01"A megameta do Autor e da Editora do Manual Salve-se Quem Souber é que no final deste ano cerca de 50 milhões de indivíduos tenham ouvido falar do seu tremendo potencial; que cerca de 25 milhões tenham acesso ao inteiro conteúdo de suas 7 Revelações."


Strict Standards: Declaration of JParameter::loadSetupFile() should be compatible with JRegistry::loadSetupFile() in /home2/salveseq/public_html/libraries/joomla/html/parameter.php on line 512

 

Uma Conversa Confidencial e Sincera Sobre a Honestidade

 

    De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. 
De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, 
a rir-se da honra e a ter vergonha de ser HONESTO. (Rui Barbosa, genial jurista baiano).

   

   NOTA IMPORTANTE: Esse texto traz apenas informações básicas. Estude! Pesquise e se aprofunde mais no assunto! Não acredite cegamente em nada que está escrito neste ensaio e ao mesmo tempo esteja aberto à investigação e experimentação pessoal! A ideia é substituir a crença no desconhecido, pela experiência vivida. 

  ATENÇÃO LEITORES: este ensaio aborda temas que despertam a AUTOCRÍTICA do leitor. A autocrítica sadia e sincera (i. e. sem autoculpa) conduz à AUTORREFLEXÃO. Ambas são essenciais para o SUCESSO e a FELICIDADE. As generalizações aqui encontradas excluem todos os leitores, a não ser, evidentemente, os que desejem incluir-se! Longe de o autor contribuir para aumentar nossa tão comentada legião de excluídos. 

O autor Dan Herman não se ver como parte da realidade criticada neste ensaio esclarecedor. Individualmente, após ter vivido intensamente por três décadas numa sociedade onde tem corrupção, mas que abomina a DESONESTIDADE, a mentira, a trapaça e em especial, a IMPUNIDADE, posso não fazer HOJE muitas coisas que outros fazem, mas não serei arrogante ou pretensioso, vendo meus compatriotas brasileiros como "eles". NÃO SÃO "ELES", SOMOS TODOS NÓS

 

INTRODUÇÃO

  

Se você é HONESTO porque pensa que essa é a melhor política,
sua 
HONESTIDADE já foi corrompida.
(Sydney J. Harris, escritor estadunidense).

  

  A intenção do autor com este ensaio é apenas compartilhar com meus compatriotas, leitores e leitoras — especialmente os jovens que fazem parte da Geração Muda Brasil e os Empreendedores Sociais —comportamentos generalizados na sociedade que impedem um maravilhoso Paraíso Tropical denominado Brasil de livrar-se das algemas do subdesenvolvimento e juntar-se ao seleto grupo dos econômica e socialmente desenvolvidos.  

  É um ensaio desafiador para o leitor/leitora devido à natureza e importância de seu conteúdo e vai direto ao âmago dos indicadores que refletem nossa triste realidade social e deve ser lido atenta e refletivamente, sempre refletindo e se AUTOQUESTIONANDO, seja pela aceitação ou negação, acerca de suas responsabilidades enquanto cidadão/cidadã brasileiro:

 

.  O que faz as pessoas que conheço agirem deste jeito descrito nesta prática?

.  O que tudo isso sobre a HONESTIDADE e DESONESTIDADE tem a ver comigo?

.  Sou parte desta problemática (da crise moral que aflige nosso país) ou parte da solução (alguém que dá bom exemplo com palavras e ações)?

.  Que significa ser uma pessoa HONESTA?

 

  A finalidade deste ensaio, portanto é ESCLARECER e fazer o leitor/leitora refletir e interrogar-se. Por exemplo: Você sabia caro leitor que a famosa citação de lamentação e desgosto mencionada acima, do genial e conterrâneo RUI BARBOSA foi escrita quando nosso querido Paraíso Tropical tinha um pouco mais de 30 milhões de habitantes, em 1914, aproximadamente 100 anos atrás?  

  Atualmente somos mais de 220 milhões de habitantes sofrendo com a TOTAL AUSÊNCIA DE CARÁTER E INTEGRIDADE MORAL em todos os setores e em todas as camadas da nossa sociedade. Eis a razão deste ensaio que esclarece, advertindo.

 

BREVE ANÁLISE DA HONESTIDADE / DESONESTIDADE

 

 Só há uma NOBREZA que respeito: a do CARÁTER.
E só há uma SOBERANIA a que me curvo: a do TALENTO
. (Autor desconhecido).

 

  É claro que ao escrever sobre um tema tão delicado como a DESONESTIDADE, o autor tenta torná-lo persuasivo e desejoso de mostrar algumas das trágicas consequências práticas desse modo equivocado de pensar e agir e convidar os leitores a fazer uma SÉRIA REFLEXÃO.

  Você está de acordo caro leitor que HONESTIDADE é um assunto extremamente delicado para ser discutido na nossa sociedade hipócrita e egoísta? Na grande maioria dos círculos sociais do Brasil, considera-se falta de tato, um melindre ou indelicadeza mencionar esse assunto. Piratas, criminosos, vigaristas, governantes, estadistas, políticos e religiosos trapaceiros proclamam espalhafatosamente que são HONESTOS.

  Você concorda caro leitor que há algo de errado com um sociedade onde quem age HONESTAMENTE vira notícia de primeira página? Portanto, não é de causar admiração, mas esse é um tópico, que, quando mencionado, tende a causar constrangimento nas pessoas.

  Em suma, esperamos confiantemente que após a leitura atenta e reflexiva deste ensaio ficará fácil para VOCÊ leitor/leitora entender porque nós brasileiros nos comportamos no dia a dia de maneira prejudicial a si mesmo e ao BEM COMUM (o bem de todos). Saber como e quando esse comportamento influencia nossas decisões pode ajudar a quebrar esse trágico círculo vicioso.

  E a partir desse entendimento VOCÊ começará a raciocinar não só o que acontece de fato no Brasil (e no mundo), mas também saberá o que é possível começar a fazer com sua vida para ser parte da solução e não parte dos terríveis problemas sociais que há séculos afligem a nação brasileira, que na sua grande maioria tem na sua raiz um VÍRUS DEVASTADOR. 

  ESTEJAM ALERTA PREZADOS LEITORES: vocês estão prestes a entender de verdade por que a DESONESTIDADE é um comportamento tão contagioso quanto o coronavírus e como ela está transformando nosso Paraíso Tropical no Inferno Latinoamericano e contribuindo para a insanidade mental da população brasileira. Vão também aprender como ficar imune desse PERIGOSO VÍRUS destruidor do tecido social, de relacionamentos e o que é mais calamitoso: destruidor da CONFIANÇA MÚTUA (a maior prova de amizade que se pode alcançar na Escola da Vida). 

  Esta capacidade de raciocinar e de agir de forma estruturada e com senso crítico é muito propícia para elaborar PROJETOS DE VIDA, fazer escolhas acertadas atuando com sucesso, seja como empregado, patrão ou empreendedor e transformar a realidade da sociedade em que vivemos. 

  Para continuar nosso bate-papo, descontraído e que não tem a intenção de ofender pessoa alguma, vocês concordam que a DESONESTIDADE é a grande responsável pela PRINCIPAL CAUSA do eterno subdesenvolvimento do nosso maravilhoso Paraíso Tropical? 

  Esta causa chama-se CORRUPÇÃO e todo indivíduo corrupto e corruptor é sem dúvida alguma, uma pessoa sem caráter e sem integridade moral. Ou seja, é uma PESSOA DESONESTA! 

  Historicamente, por trás destas terríveis mazelas estão a CORRUPÇÃO, a IMPUNIDADE, a INCOMPETÊNCIA, o DESCASO e o EGOÍSMO EXACERBADO de prefeitos, vereadores, deputados, senadores, governadores, ministros, presidentes burocratas e quem mais ocupe cargo público, que depois de uma carreira política de uns dez anos, todos estão bem mais gordinhos financeiramente e com o patrimônio consideravelmente ampliado e que não pode ser justificado apenas com o salário que recebem.

  

EIS AQUI UM EXEMPLO REVOLTANTE QUE CONTINUA OCORRENDO ATUALMENTE NO BRASIL, NO INÍCIO DO NOVO MILÊNIO:

 

  Enquanto o país está mergulhado numa devastadora crise econômica com milhões de desempregados, parlamentares, magistrados, presidente e ex-presidentes seguem descaradamente mantendo benesses de altíssimo custo para os brasileiros, pois são financiadas com nossos impostos. 

  Somos campeões mundiais em manter privilégios e isenções e conceder benefícios injustificáveis que persistem aos políticos “aposentados” e a centena de milhares de funcionários públicos DESONESTOS e INCOMPETENTES.

  Não devemos esquecer caros leitores que os políticos, magistrados, funcionários públicos, empresários e pastores trapaceiros e mentirosos não são marcianos, não vieram de outra galáxia. São como eu e todos vocês que estão lendo este ensaio agora e os outros milhões de brasileiros. São pessoas saídas do seio da sociedade e é dela que trazem consigo a propensão de tolerar e até desejar a CORRUPÇÃO, a MENTIRA e a TRAPAÇA. 

  Todos esses maus brasileiros que fazem parte da nossa CLEPTOCRACIA (i.e. país governado por ladrões do dinheiro público) não são o diabo em pessoa, como alegam os fanáticos religiosos, são mortais de carne e osso como todos nós, têm a mesma história comum, vieram, enfim, do mesmo lugar que os outros brasileiros. 

  ATENÇÃO LEITORES: sugiro urgentemente a leitura crítica dos dois seguintes contundentes ensaios: Brasil: Democracia Ou Cleptocracia? E Cleptocracia: Decifra-me Ou Te Empobrecerei! Disponíveis em tópicos recentes no link www.salvesequemsouber.com.br 

  Assim como o policial que toma dinheiro para não multar, DESONESTO ele que toma, pilantra nós, que damos. Assim como o parlamentar que, ao empossar-se, cobre-se de privilégios nababescos, sem comparação a país algum no mundo civilizado. 

  Há uma CULTURA DE MEDIOCRIDADE E DESONESTIDADE ao nosso redor que apresenta as 10 características seguintes: (Reflita atentamente sobre cada uma delas e veja se você concorda).

 

. Se aceita como algo irremediável que todas as pessoas tendam ao mal; que a MENTIRA e a DESONESTIDADE sejam formas de subsistência; que tirar proveito dos outros seja a única maneira de que eles não se aproveitem de nós; que a ironia malévola se anteponha à sinceridade, e a falsidade sejam valorizados em detrimento da autenticidade; 

O estudo e a educação, assim como o trabalho produtivo são considerados como atividades não prazerosas e até desagradáveis; 

. O TRABALHO INFANTIL é naturalmente aceito como pretexto para a melhoria da renda familiar ou é usado como desculpa para evitar a marginalização das crianças; 

Técnicos e jogadores de futebol profissionais, que, na sua grande maioria, são analfabetos, semianalfabetos ou possuem baixo grau de escolaridade, ganham salários astronômicos e são tratados como deuses, enquanto os nossos ABNEGADOS PROFESSORES ganham salário de fome e são tratados indignamente como se costuma tratar os cachorros vira-latas; 

. Há uma trágica indiferença da população brasileira para as coisas erradas e malfeitas que podem ser observadas em todas atividades e em qualquer cidade do país. 

Os méritos ou o esforço de cada cidadão valem pouco em comparação com as amizades ou a origem familiar, é o famigerado QI (Quem Indica); 

. Ao assistir as declarações dos acusados nos noticiários da TV, a impressão que se tem é de que nenhum criminoso de colarinho branco ou político ladrão é culpado ou responsável pelos seus atos. Todos eles negam e arrogantemente debocham dos seus ATOS DESONESTOS. 

. Se aceita a ideia de que TUDO É PERMITIDO, que não há princípio moral válido, e que o OPORTUNISMO é o único princípio diretor da vida; 

. Transferem-se para políticos, burocratas e autoridades religiosas a responsabilidade pelos problemas sociais, pessoais e familiares. 

10º. Impera na sociedade brasileira a terrível e famigerada “LEI DE GERSON” em que o fim é obter vantagem em tudo, o meio utilizado não faz diferença se é HONESTO ou ILEGAL. Esse deplorável costume é veementemente incentivado pelos pais aos filhos, para que não sejam tachados de "bobos", “babacas” ou “otários”.

 

  Vocês concordam caros leitores que ser "ESPERTO" no BRASIL é considerado sinônimo de ser “inteligente e criativo”? Esta desastrosa crença é um mito terrivelmente prejudicial à saúde mental das crianças e dos jovens, pois essa ESPERTEZA MALICIOSA torna o indivíduo preguiçoso, que não valoriza a qualidade, não respeita as normas, as leis e os bons costumes. 

  Esta vergonhosa crença é incentivadora da CORRUPÇÃO, da DESONESTIDADE, do EGOÍSMO (o pior de todos os defeitos de personalidade) e do HEDONISMO — que é a busca incessante e irracional por prazeres momentâneos. 

 Você sabia caro leitor que o GANHO INDIRETO é um poderoso incentivo psicológico à DESONESTIDADE? Ganhos Indiretos são aqueles “pequenos delitos” que praticamos diariamente, aparentemente inofensivos. 

Vocês concordam que quem não aprende a evitar as pequenas faltas praticadas diariamente, pouco a pouco pratica delitos cada vez mais graves, até que eles se tornam a norma no comportamento da pessoa? EIS OS EXEMPLOS MAIS CONHECIDOS NO BRASIL:

 

QUANDO SE É ADOLESCENTE: um dia você cola na prova, no outro dia fura a fila, no outro você aceita troco errado, falsifica a carteirinha de estudante, depois vem a compra de produtos roubados ou falsificados e o furto nas lojas e nos supermercados. 

QUANDO SE TORNA ADULTO: você estaciona em vaga de deficiente, apresenta atestado médico falso, depois vem o roubo de TV a cabo, o suborno da autoridade, a sonegação de impostos, a lavagem de dinheiro, o desvio de verbas, o estelionato, o tráfico de influência, e o que mais se possa imaginar de TRAMBIQUE ou FALCATRUA.

 

  Uma parte de nós insiste automaticamente que somos HONESTOS sem mesmo avaliar o que estamos fazendo ou afirmando. Quando surpreendemos uma criança fazendo algo errado, é mais do que provável que as suas primeiras palavras balbuciadas serão: “NÃO FUI EU!”. Nossas crianças e adolescentes aprendem a mentir vendo e ouvindo diariamente os péssimos exemplos dos adultos em casa, na TV e na rua. 

  Antes se pensava que a HONESTIDADE era uma questão de educação formal, mas o que costumamos ver em todos os lugares do Brasil são pessoas de todas as idades, homem ou mulher agindo DESONESTAMENTE. Pessoas que supostamente foram “bem educadas” em escolas de alto padrão e moram em “bairros nobres”. Eis dois polêmicos questionamentos que vale a pena repetir:

 

1A.   Você está de acordo caro leitor que há algo de errado com uma sociedade onde quem age HONESTAMENTE vira notícia de primeira página? Você concorda que cada dia que passa fica mais difícil acreditar nesta FALÁCIA? 

1B.   Você concorda que cada dia que passa fica mais fácil aceitar como realidade nacional a seguinte famosa frase de advertência e deboche de Diego Mainardi, escritor e colunista brasileiro:

 

É bom desconfiar de quem se diz HONESTO. Assim como é bom desconfiar de quem se diz cristão.
Aliás, desconfie de tudo e não confie em pessoa alguma no BRASIL.

 

  Vivemos tentando nos convencer de que somos um povo ordeiro, gentil, trabalhador e honesto. Fica cada vez mais difícil não reconhecer, que somos um POVO DESONESTO que usa a CRENÇA RELIGIOSA como um narcótico para fugir da responsabilidade de criar condições que resultem na própria felicidade e que usa a GURULATRIA (a obediência cega, sem discernimento) de políticos e líderes religiosos DESONESTOS e carismáticos, exploradores da ingenuidade, ignorância e carência dos seguidores.

 

  Com as devidas exceções, somos um POVO DESONESTO que adora VIVER DE APARÊNCIAS! VIVER DE APARÊNCIA pode ser definido como:

 

  Comprar o que NÃO precisa, com o dinheiro que NÃO tem, sabendo que NÃO pode pagar,
para aparentar ser quem NÃO é, para impressionar as pessoas que você NÃO conhece
.

 

  VIVER DE APARÊNCIAS é uma grande idiotice chamada pelos psicólogos e psiquiatras de autoengano, que é mentir para si próprio. Mentir para si chama-se AUTOCORRUPÇÃO! É fraude contra si mesmo. 

  AUTOCORRUPÇÃO é a ação de corromper a si mesmo, com possível depravação de hábitos e costumes. É a repetição consciente de atos DESONESTOS e imaturos, prejudiciais à autoevolução. É condição passiva, defensiva e covarde da pessoa, que não assume suas responsabilidades quanto ao discernimento, autoconhecimento e a sua própria evolução. 

  Por outro lado, a insatisfação da população empobrecida com a desordem vigente; a revolta em saber que quem tem grana dificilmente vai parar atrás das grades, associadas à completa falta de esperança de que as coisas vão melhorar ou que a justiça será feita contra os CRIMINOSOS DE TERNO E GRAVATA, levam milhões de trabalhadores brasileiros a buscarem “compensações”, a permitirem-se minimizar a sensação de perdas cometendo delitos ou transgressões. ALGO COMO:

 

►Sou roubado por todos os lados, por que não fico esperto e aprendo a me virar? 

Todos os políticos do Brasil são DESONESTOS, por que não posso cometer um errozinho? Ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão, é o que está na Bíblia!

 

  Em outras palavras, caros leitores: será mesmo que somos um POVO DESONESTO ou somos pessoas criativas, de boa índole, mas confundidas pelos péssimos exemplos dos indivíduos DESONESTOS (políticos e empresários) que há séculos se apoderaram do ESTADO brasileiro? 

  Vocês estão de acordo que não devemos desprezar o tremendo poder do CONSCIENTE COLETIVO sobre a população? Ou seja, a influência do conjunto cultural de ideias morais ou imorais que existe e até certo ponto prepondera sobre nosso modo de se comportar no dia a dia e interpretar a vida, como nos ensinou o genial Carl Jung.

  O sentimento e comportamento coletivo não existem por si e nem foram criados do nada. Eles são a resultante agregada — muitas vezes com propriedades novas — da interação entre um grande número de pessoas.

  As mais desastrosas experiências coletivas do passado (como a Inquisição católica, o nazismo, o comunismo etc.) e do presente, como as que contribuíram para o caos e a desordem existente no nosso país, é a síntese de uma miríade de más ações individuais sincronizadas entre si.

  A IMORALIDADE e a DESONESTIDADE que arruínam diariamente a vida de milhões de brasileiros e comprometem o futuro da juventude é o resultado da somatória do comportamento imoral e desonesto de outros milhões de pessoas. É no microcosmo do indivíduo que está a fonte do mal. É nele que devemos incentivar a prática do bem. Esta é uma das principais finalidades deste ensaio.

  

O VÍRUS DA DESONESTIDADE

  

A SABEDORIA serve de freio à juventude, de consolação à velhice,
        de riqueza aos pobres e de ornamento aos ricos. (Diógenes, Filósofo grego).

 

   EIS AQUI CAROS LEITORES DUAS IMPORTANTES OBSERVAÇÕES QUE DEVEM SER MEMORIZADAS POR TODOS NÓS BRASILEIROS DE BOA ÍNDOLE!

  

A primeira observação é que a DESONESTIDADE acaba com a CONFIANÇA e pode destruir uma boa amizade e ela é a responsável direta pela seguinte tragédia nacional: No BRASIL o dia seguinte SEMPRE fica um pouco PIOR do que o dia anterior!

 

  Estes dois fenômenos são tão óbvios quanto o citado por Nelson Rodrigues quando pregava sabiamente que: No nosso país é praticamente impossível ser HONESTO sem frustração, sem úlcera e sem insônia!

 

A segunda observação é uma descoberta extremamente importante, baseada em pesquisas feitas durante dez anos por Sociólogos e Psicólogos americanos, que chegaram à seguinte assustadora conclusão:

 

  A DESONESTIDADE  pode ser comparada a um VÍRUS, quanto mais contato você tem com uma pessoa DESONESTA, maior é o risco de ser "infectado" com a DESONESTIDADE. Ou seja, a DESONESTIDADE é um COMPORTAMENTO CONTAGIOSO! 

  Vocês concordam caros leitores que esta assustadora conclusão, cientificamente testada e comprovada, explica de modo contundente o fato pelo qual atualmente no início do novo milênio, em qualquer lugar do Brasil é fácil encontrar pessoas agindo DESONESTAMENTE, independente do nível educacional, idade, profissão ou classe social? 

  Esta assustadora conclusão explica também a expressão de lamentação e desgosto do genial RUI BARBOSA que foi mencionado no início deste ensaio. A este respeito novamente estava corretíssimo o genial Nelson Rodrigues quando afirmava categoricamente que:

 

   No BRASIL todas as pressões sociais trabalham para o nosso aviltamento pessoal e coletivo, 
Por isso é que é muito difícil ser alguém que sempre age HONESTAMENTE, em qualquer circunstância!

 

  Em sua opinião de CRÍTICO CONTUNDENTE da nossa CULTURA DE MEDIOCRIDADE: O brasileiro, independente da raça ou classe social, quando não é canalha na véspera, é canalha no dia seguinte ou vai agir como um canalha algum dia no futuro! 

   Achava Nelson Rodrigues que este jeito de ser era uma questão cultural, que nós somos desse jeito mesmo, ladravazes por formação e tradição. Ora, sejamos sinceros caros leitores: diante de tantas evidências, seria lícito negar esta sua opinião negativa? Seria justo arvorarmos para nós a condição de POVO HONESTO?

  A DÚVIDA TERRIVELMENTE MORTIFICANTE É: como mudar essa situação? Será que isso é possível? Continuem lendo com a máxima atenção e vejam como podemos individualmente ficar imune a esse perigoso VÍRUS DA DESONESTIDADE!

 

 QUE SIGNIFICA SER HONESTO? 

 

 Existe o RISCO que você não pode jamais correr e existe o RISCO 

que você não pode deixar de correr. (Peter Drucker, Pai da Moderna Administração).

 

 

  Um RISCO que um indivíduo que entende de fato, qual é a real finalidade da vida humana, não pode deixar de correr é definitivamente entender que a HONESTIDADE abre o caminho que leva à verdadeira felicidade. Tornar-se HONESTO após uma vida de DESONESTIDADE é um ato de autorrenovação, que indica grande coragem para tomar duas decisões fundamentais:

 

 ►► A 1ª É SER HONESTO CONSIGO: isso implica responder para você mesmo usando a máxima sinceridade e autocrítica possível, o seguinte questionamento:

 

*    No que se refere à sua vida: gostaria você de viver num mundo onde todas as pessoas fossem tão HONESTAS, competentes, bondosas, tolerantes, benevolentes e responsáveis como você é? 

*    No que se refere às suas atividades profissionais: está você contribuindo para a solução ou para o agravamento dos problemas do Brasil? 

*    No que se refere aos seus sentimentos: você se sente uma pessoa impotente, refém diante dos problemas? Vítima das circunstâncias? Você culpa e responsabiliza as outras pessoas, seus pais, o governo, a economia e a vida por sua infelicidade?

 

  Para tornar-se HONESTO CONSIGO temos que ter a CORAGEM de realizar as quatro façanhas seguintes:

 

.  Não mentir para si mesmo (autocorrupção) e aprender a enfrentar o que tememos; 

.  Assumir total responsabilidade pelas condições em que nos encontramos no presente; 

.  Reconhecer que nossas dificuldades são nossas lições impostas pela Escola da Vida.

 .  Ter humildade em reconhecer nossas falhas, imperfeições e imaturidades, buscando se lapidar.

 

  Tornar-se mais HONESTO consigo, caros leitores, significa introduzir mais HONESTIDADE na consciência coletiva do planeta e isso prepara o alicerce sobre o qual pode ser construída uma civilização planetária onde reinará paz, justiça e prosperidade. Eis a razão pela qual o Universo conspira a favor de tais pessoas!

 

►► A 2ª IMPORTANTE DECISÃO É SER HONESTO COM OS OUTROS INDIVÍDUOS: isto significa, acima de tudo, associar-se ao mundo com a predisposição de desejar o que for melhor para todos; é usar sempre a Regra de Ouro ou Regra da Reciprocidade no cotidiano, ou seja, “o que não quereis que as pessoas vos façam, não fazei-lho também vós a elas”.

 

  Usar a REGRA DE OURO nos relacionamento simplica numa conduta que pode ser assim definida: “é o ato de satisfazer suas necessidades de tal modo que não resulte em qualquer tipo de condenação ou arrependimento”. É a conduta que além de não ameaçar às necessidades alheias (presente ou futuras), comunica o reconhecimento e o respeito ao próximo.

  Na filosofia Budista seria descrita como “A conduta que não resulta em carma de espécie alguma”. É conscientiza-se das implicações da Lei de Causa e Efeito (ou LEI DE CAUSALIDADE) em todas as atividades no dia a dia: de acordo com esta inexorável lei, “Na vida colhemos o que plantamos. A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”.

  O INDIVÍDUO HONESTO COM OS OUTROS é um indivíduo merecedor de confiança; justo no agir e sincero no falar; tem senso de honra, sentimentos, motivos e princípios bondosos; cheio de boas intenções e livre de mentiras ou hipocrisia; que não tem disposição para iludir, trapacear, fraudar e agir com enganação.

  Você sabia que é possível aprender a reconhecer de antemão os sinais que indicam que você está perdendo a sua integridade? SIMPLESMENTE, ESTEJA SEMPRE ALERTA PARAPERGUNTAR A SI MESMO SOBRE AS SUAS AÇÕES:

 

 A.   O que estou prestes a fazer (criar) para os outros, gostaria que fosse feito (criado) para mim nas mesmas condições?

 B.   É esta ação de igual valor para todos os afetados diretamente por ela, inclusive eu?

 C.   É ela de maior valor para mim, em detrimento dos outros?

 

  Se você responder, sinceramente, para consigo, “NÃO” a qualquer uma delas, você saberá então que a sua ação provavelmente NÃO É HONESTA. Na dúvida, abstenha-se, é o que aconselha o sábio provérbio.

  À medida que você descobre as suas tendências para cometer ATOS DESONESTOS, lentamente começa a mudar o curso da sua vida, a se livrar de maus hábitos, abandonar certos tipos de associação e relação comercial e atrair parceiros bem intencionados e verdadeiros amigos para a sua vida. Este processo de atração/repulsão ocorre automaticamente, pois vivemos imersos num incomensurável oceano de energia, onde os afins se atraem e os opostos se repelem.

  Em algumas ocasiões, você se sentirá CONFUSO, sem saber o que fazer. Mas se persistir no COMPORTAMENTO HONESTO, descobrirá que estará trilhando o caminho da sabedoria, da prosperidade, do poder e da felicidade. Quando você se sentir confuso interrogue sua consciência sobre suas atividades, usando o seguinte modelo de autoquestionamento:

 

1.    Estou envolvido em alguma atividade ou com algo que está prejudicando alguém ou outras consciências em seu processo evolutivo? 

2.    Compactuo com pequenos ou grandes desmandos que de alguma forma concorrem em prol de favorecimentos pessoais? 

3.    Manipulo pessoas ou processos de alguma natureza em detrimento do bem de todos? 

4.    Essa minha existência, quando terminar, vai deixar algum saldo positivo (ou negativo) para mim e para outras consciências? 

5.    Abro mão de meus interesses em prol do melhor para todos ou ainda estou preso a ganhos secundários (i.e. benefícios que justificam sua vontade de continuar praticando atos DESONESTOS)?

 

  A HONESTIDADE é uma qualidade primordial para a verdadeira felicidade. FELICIDADE é uma vida equilibrada e cheia de poder pessoal, prosperidade, saúde e abundância. Viver honestamente requer coragem e sabedoria. Coragem é a habilidade de defrontar-se com o medo. Sabedoria é a habilidade de prever as consequências de uma ação. Combine essas qualidades com persistência e ação e você terá poder pessoal. 

PODER PESSOAL = CORAGEM + SABEDORIA + PERSISTÊNCIA + AÇÃO 

  As pessoas que são honestas consigo mesmas e são honestas com as outras pessoas possuem virtudes tais como: amizade, paciência, compaixão, integridade, equidade, coragem, cooperação, vontade sincera de compartilhar, determinação, perseverança. 

 Todas essas qualidades caros leitores, essenciais para o sucesso em qualquer atividade, seja como empregado, patrão ou empreendedor, além de imunizar a pessoa contra o perigoso VÍRUS DA DESONESTIDADE dão a ela um imbatível poder pessoal e a coragem de arriscar-se e sair da zona de conforto, descobrindo e transpondo seus limites. 

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

 

Duas coisas que me enchem a alma de crescente admiração e respeito:
o CÉU ESTRELADO sobre mim e a LEI MORAL dentro de mim.
(Immanuel Kant, filósofo alemão)
.

 

  ADVERTÊNCIA FINAL: o CONHECIMENTO que você acabou de adquirir traz RESPONSABILIDADE. A responsabilidade do indivíduo aumenta com o conhecimento. E toda utilização do conhecimento tem consequências. Os omissos que se preparem para ser responsabilizados pelo silêncio do conhecimento. A OMISSÃO é o ato ou efeito de não se fazer o que moral ou juridicamente se deveria fazer, e do qual resulta, ou pode resultar, prejuízo para terceiros ou para a sociedade. 

  Não esqueçamos que omitir o óbvio é enganar a si mesmo e que a OMISSÃO implica sempre uma ação e uma decisão. Frequentemente, é o que deixamos de fazer que nos coloca em apuros. A não ação dos justos e íntegros sempre contribuiu para a ação dos canalhas e malfeitores. A única coisa necessária para os maus triunfarem é que os bons nada façam.

  Por outro lado a RESIGNAÇÃO e a CUMPLICIDADE são os dois lados da mesma moeda. Quando você e eu nos resignamos, nós aderimos àquilo que foi feito, certo ou errado, legal ou não. Tolerar as pessoas más (corruptas, DESONESTAS, incompetentes com iniciativa empreendedora, gananciosas etc.) é tornar-se parceiro delas, pelo menos por OMISSÃO, por abandono, e isso já é um tipo mascarado de EGOÍSMO. 

  O que diferencia o animal humano dos demais é a capacidade de REFLEXÃO (Isto é, pensar, abordar um tema, que nos intriga, por vezes) que, quando operada, caracteriza uma AÇÃO como livre. Os seres humanos têm a capacidade de PENSAR A AÇÃO e saber por que agem ou se omitem. 

 Uma AÇÃO é moralmente elogiável se tende a contribuir para o BEM-ESTAR dos envolvidos e condenável se tende a produzir a insegurança, intranquilidade, dano de qualquer natureza e infelicidade. Considera-se não apenas o BEM-ESTAR do agente da AÇÃO, mas também a de todos afetados por ela. 

  É importante enfatizar que RESPONSABILIDADE é o dever de arcar com as consequências do próprio comportamento ou do comportamento de outras pessoas com relação a si próprio. Não é somente obrigação individual, mas também social. Também pode ser a competência para se comportar de maneira sensata ou responsável. 

  Na INTRODUÇÃO foi dito que afinalidade deste ensaio é ESCLARECER e fazer o leitor/leitora refletir e interrogar-se. Emanuel Kant, o filósofo favorito do autor deste ensaio, define a palavra “esclarecimento” como a saída da pessoa de sua “menoridade”, definida pelo genial filósofo alemão como a incapacidade do indivíduo de fazer uso do seu próprio entendimento autonomamente, ou seja, de não ousar pensar e refletir. 

  Portanto, caros leitores, a campanha de ESCLARECIMENTO contra a DESONESTIDADE se justifica pela necessidade de se educar a sociedade brasileira, construindo um processo cultural de formação de consciência e de RESPONSABILIDADE dos cidadãos, a partir de três tipos de responsabilidades baseadas nas ideias de Hannah Arendt:

 

1º.  A responsabilidade para com os próprios atos, ou responsabilidade individual; 

2º.  A responsabilidade para com os atos de terceiros, ou responsabilidade social ou coletiva; 

3º.  A responsabilidade para com as gerações futuras a partir de um agir consciente.

 

  Gostaria de finalizar esta CONVERSA CONFIDENCIAL SOBRE A HONESTIDADE transmitindo aos leitores e leitoras o seguinte embaraçoso segredo que me foi passado por DOSTOIEVSKI, escritor russo: 

  Nas lembranças de cada pessoa há coisas que ela não revelará para todos, mas apenas para seus amigos. Há outras que ela não revelará mesmo para seus amigos, mas apenas para si próprio, e ainda somente com a promessa de manter segredo. Finalmente, há algumas coisas que uma pessoa teme revelar até para si mesmo, e qualquer pessoa que se diz HONESTA acumula um número bem considerável de tais coisas. Quer dizer, quanto mais respeitável é uma pessoa, mais dessas coisas ela tem.

 

  MENSAGEM FINAL: Esse texto faz parte da contribuição de Dan Herman em prol do esclarecimento da Geração Muda Brasil. Aprovamos e publicamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões de modo construtivo. Se você gostou desse ensaio indique-o para outros de sua estima.


 

Dan Herman, o inconfundível e autor do revolucionário “De Paraíso Tropical a Inferno Latino americano”,
sente-se obrigado a advertir seus leitores da sombria realidade de nosso país
:

 

A opção pela Ignorância, Irresponsabilidade, Mediocridade 
e pela DESONESTIDADE é parte irremovível da cultura brasileira.

 

  Mesmo sabendo a priori dessa opção, devemos combater estas mazelas sem dó nem piedade. E a melhor arma nessa luta é o esclarecimento de todos os jovens, sem distinção de classe social, através da EDUCAÇÃO.